Por favor, não dê ombros, e não simplesmente corra os olhos por estas linhas. O texto de hoje realmente é importante. Não que os outros, já publicados não sejam, não é isso, e eu acredito que você me entendeu. E também não vou falar sobre o perigo real e imediato de você ser o próximo demitido, não farei isso, até mesmo porque já tratei deste assunto.

O texto de hoje é sobre a patifaria que alguns aproveitadores andam fazendo para cima de alguns profissionais desavisados. Porém, antes me deixe atualizar os dados. O nosso Brasil vive uma crise sem precedentes. São doze milhões de desempregados. E os dados mais otimistas dos economistas são de que somente em 2019 retomaremos a recuperação dos postos de trabalhos fechados neste período de crise. Se não fosse só, a crise também é moral e ética. No Estado do Espírito Santo, a PM faz motim e o cidadão comum sai saqueando lojas.

É, ou não é, uma crise moral e ética da sociedade brasileira? Que País é esse? Já perguntou em outras épocas o filósofo da música, Renato Russo. Agora eu pergunto: será que chegamos ao fundo do poço? Ah se fosse!

Nada é tão ruim que não possa piorar – Lei de Murphy. No momento em que as operadoras de canais pagos oferecem pacotes atrativos do UFC (vou abrir um parênteses aqui e dizer eu não assisto e nem apoio qualquer tipo de esporte violento), contudo, a luta livre acontece nos presídios brasileiros. São os gladiadores da vida real! É aqui mesmo que eu gostaria de chegar para poder citar Dostoiévski – é possível julgar o grau de civilização de uma sociedade visitando suas prisões. O grau de civilização de uma sociedade, vocês leram bem isso? Pois bem. Como se não bastasse a desolação de estar desempregado, muitos pais e mães de família e até mesmo jovens em início de carreira precisam passar pelo crivo de certos aproveitadores que desestabilizam a civilização de uma sociedade surrada como a brasileira.

São os golpes do emprego. Tão atual como a crise moral e ética do nosso país. Isso mesmo, se alguém ligar para você com todas as suas informações, RG, CPF, endereço e profissão e etc. e tal, lhe oferecendo uma oportunidade de trabalho que você antes de tudo precise depositar, parcelar no cartão, pagar um valor em boleto bancário e/ou solicitar dados da sua conta bancária, se ligue, é golpe! Aconteceu comigo e mais uma pá de amigos desavisados. Os aproveitadores são treinados para convencer você. E eles não desistem antes que você pague o valor solicitado. Eles vão incomodar você em todos os seus meios de contato. Por favor, não caia na tentação de pensar em pagar. É golpe! Por mais palpável que seja a oportunidade, se por ventura for necessário pagar qualquer valor mesmo que irrisório desconfie, é golpe!

De imediato o primeiro contato que eles farão é ligar para você, ou enviar um e-mail, comunicando que você foi selecionado para uma entrevista de emprego exatamente como você procurava. Possivelmente eles pedirão para você retornar o contato para um determinado número de telefone, e lá estará um sujeito preparado para fazer você cair no golpe. Dito isso, o aviso tá dado. Porém, cabe ainda ressaltar que todo cuidado é pouco. Não saia por aí preenchendo seus dados pessoais em qualquer site de empregos, busca, cadastro, redes sociais e tudo que não é confiável. E que promete um emprego em poucos dias. Na dúvida, peça informações reais da vaga, por exemplo: o nome, telefone e cidade da empresa que está oferecendo a vaga, o nome do responsável pela vaga, qual a agência de recrutamento está intermediando a contratação, essas coisas e tal. Se por ventura qualquer informação destas solicitadas for dita que é confidencial, é golpe.

Entretanto, se todas as informações foram repassadas a você, corra pra internet e com a ajuda do Google e pesquise tudo sobre a empresa e a agência de recrutamento. Mesmo confirmando todas as informações, não pague um tostão pela oferta da vaga. E para encerrar o assunto de vez com estes sujeitos aproveitadores – diga que você pagará de bom grado após ser contratado para a vaga. Com certeza você ouvirá a linha telefônica sinalizando o desligamento repentino da ligação. Estas pessoas são mais algumas daquelas que envergonham a nossa sociedade. Que país é esse? Ou, como você preferir: que sociedade é essa?