Segunda-feira eu peguei meu caderno de anotações para buscar um tema interessante, haja vista que a edição do jornal desta semana inclui um feriado nacional. Do meu ponto de vista, acredito que aqueles que podem aproveitar o feriado buscam a companhia de uma boa leitura. Estou certo ou estou errado?

Independentemente da sua reposta, propus-me a ter sucesso nesta empreitada. Porém, desisti do meu caderno de anotações e fui zapear em alguns sites sérios que trazem notícias e assuntos relevantes para a nossa sociedade desmiolada. Por que desmiolada? É porque em certos momentos eu penso: será que realmente somos seres humanos? Pense por alguns minutos.
Dito isso, depois de zapear pelo portal de notícias do Jornal Notisul eu pulei para o portal da Folha de São Paulo. Lá encontrei e vou transcrever na íntegra um texto da autora Márcia Shimabukuro, que acredito ser uma boa leitura para o feriadão.

Diz a autora: “Vivemos uma geração em que ‘tomar um porre’ é sinônimo de status”. Vi, durante os três últimos anos, amigos que eram totalmente contrários ao exagero etílico tornarem-se verdadeiros bebuns. Uma pena. Eles acreditam que a bebida é a desculpa para se tornarem quem eles não têm coragem de ser sóbrios. Ficam mais “alegres”, sentem-se poderosos, sem limites, porém se esquecem de metade das coisas que ocorreram na noite anterior. Pergunto-me qual seria o grande trunfo de viver dessa maneira.

Será que a influência vem da mídia? Comerciais mostram que consumir cerveja atrai mulheres lindas e momentos agradáveis. Somos manipulados por propagandas? Em parte. De certa forma, a ideia daquela felicidade que nos é vendida gera a ansiedade de conquistá-la por meio da bebida. Mas todos nós sabemos que felicidade não se compra. A impressão que tenho é a de um hábito intrínseco à passagem para a maturidade, como se a bebida fosse um passaporte à vida adulta. […] A responsabilidade é o que diferencia as fases da vida, e ser independente é muito mais do que comprar uma garrafa de vodka sem precisar mostrar a identidade.

Cada vez mais novos, somos postos em um mundo de loucura e repressão. As algemas atadas são falsamente libertadas quando o álcool passa a atuar na mente. É tudo mera ilusão. Os problemas continuam, a vida permanece a mesma. A diferença é que, por algumas horas, você é que se aliena. Você é que perde a percepção da realidade. Você é que deixa de vivenciar o que existe de fato para fantasiar.

Vale a pena? Embriaguez, alienação, ou sobriedade… Você pode viver da maneira que quiser, é só uma questão de escolha. No entanto, não se esqueça de que para cada escolha haverá uma consequência, uma renúncia e talvez o arrependimento. E para encerrar, eu desejo um ótimo feriadão a todos!

Mural de vagas:
• Uniformaxel contrata desenhista técnico. Para Braço do Norte. Outras informações pelo telefone (48) 3658-1133;

• Exata Assessoria Contábil, em Braço do Norte, contrata profissional para o setor de escrita fiscal. São duas vagas. Com experiência. Outras informações pelo telefone: (48) 3658-5090;

• Lojas Koerich, em Tubarão, contrata vendedor. São duas vagas para ambos os sexos. Outras informações pelo site vagas.com.br;

• Sesc de Laguna contrata professor de educação infantil – inglês. Outras informações pelo site sesc-sc.com.br;

• Líder Atacadista oferece mais de 150 vagas de empregos para loja em Tubarão. Interessados devem enviar o currículo para o e-mail: rh05@lideratacadista.com.br.