É isso mesmo. E hoje é o dia ideal para tocar neste assunto. Mas não se engane, não vou e não pretendo tocar no tema “crise mundial da educação”, ou no tema “ensino público de qualidade”. Porém, não menos importante, 5 de junho é o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Pois é, e muitos de nós vivemos nossas vidas como se os recursos naturais disponíveis no planeta fossem infinitos. Água, o solo, o ar, os animais e as plantas, são fundamentais para vida humana no planeta. Caso não haja o uso ponderado de tais recursos, certamente se esgotarão.

Segundo a Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fatma), a bacia do Rio Tubarão está em décimo lugar entre as mais poluídas do Brasil, constituindo uma das três regiões consideradas críticas no estado de Santa Catarina. Será que os índios que batizaram o rio – Tubánharô -, imaginariam que o mesmo se transformaria neste esgoto a céu aberto?

Mas, nada justifica que continuemos a poluir o rio. Alguns dias atrás atravessando a ponte central de Tubarão, a minha frente caminhava uma jovem mulher consumindo seu refrigerante, que ao passo a jovem jogou a latinha dentro do rio. Feito isso a jovem continuou seu trajeto livre leve e solta, sem nem mesmo se sentir envergonhada de seu ato.

Stephen Charles Kanitz escritor e conferencista brasileiro já escreveu que estamos preocupados em deixar um mundo melhor para nossos filhos, mas será que estamos deixando filhos melhores para o nosso mundo?  Pense nisso por alguns minutos!

Agora, aqui neste parágrafo eu faço a conexão com o título deste texto. A Universidade da Terra – EARTH University -, é uma instituição privada sem fins lucrativos internacional que possui mais de 500 alunos e reconhecimento mundial pela experiência na área de ciências agrárias. Anualmente cerca 1800 estudantes concorrem a 115 bolsas, com investimentos individuais na ordem de 50 mil dólares por ano letivo. O processo de seleção também ocorre no Brasil.

A principal filosofia da Universidade da Terra que é repassada aos seus acadêmicos é que todo tipo de meio de produção deve prioritariamente respeitar o meio ambiente. Que não adianta fazer dinheiro se você está acabando com os recursos naturais.

Dito isso, independente de quem você seja ou do que faça, quais são as suas atitudes para preservar o meio ambiente? Professores da EARTH University afirmam que as empresas devem selecionar profissionais com o ‘DNA’ apropriado para garantia da sobrevivência.

No Brasil que a atual economia não é baseada na indústria, mas na agricultura, as empresas já estão em busca de funcionários que são cidadãos mais conscientes com relação ao planeta e a sustentabilidade, cidadãos que tenham preocupação com o meio ambiente. Diante disso, você vai continuar a jogar lixo no chão, no rio? E para saber mais acesse: www.earth.ac.cr

Idiomas de graça pela internet

Quer aprender a falar uma língua estrangeira, mas não tem dinheiro? E fique sabendo que não é só inglês que dá para aprender grátis na internet. Se você quer estudar idiomas como alemão, francês, italiano, espanhol ou até russo, a rede social duolingo é o site mais indicado para você se tornar um poliglota sem sair de casa e sem gastar nada. Acesse www.duolingo.com.