Física, matemática e química são as minhas paixões. Tudo na natureza se explica por estas áreas da ciência. Justamente eu escolhi ser engenheiro químico porque a engenharia química é a única que engloba estas três áreas do conhecimento. A graduação de engenharia química é a mais temida pelos estudantes. ‘Só os loucos sabem’ como dizia o chorão do Charlie Brown Jr.. É também conhecida como engenharia universal por ser um ramo da engenharia que combina conhecimentos de química, biologia, física, computação e matemática.

Tudo isso que expressei nesta introdução do tema de hoje é para falar sobre viajar para o passado. Umas das melhores decisões que tomei em minha vida foi ser engenheiro químico. Se tivesse que voltar ao passado me tornaria engenheiro químico novamente. Mas viajar de volta ao passado, ainda não foi revelado pelos cientistas. Caso algum físico esteja lendo este texto, por favor, me corrija. Porém, ao futuro já sabemos.

Desde o primeiro semestre da minha primeira graduação eu lecionei física, química e matemática nas escolas estaduais como professor act, ainda hoje, continuo à lecionar estas disciplinas nas escolas e universidades. Estou indo para o final da minha segunda graduação e continuo apaixonado por essa carreira de professor. Aprendo mais do que ensino. Na verdade me divirto muito.

Pois bem. No filme “Projeto almanaque” os estudantes de uma escola secundarista dos EUA constroem uma máquina para viajar ao passado. A história é muito empolgante, porém tudo desanda quanto eles começam a alterar os acontecimentos do passado que consequentemente afeta o presente. Sempre recomendo este e outros filmes aos meus alunos para ilustrar a viajem no tempo. Os alunos adoram ouvir histórias dessa natureza para explicar temas dentro das disciplinas nas aulas.

Mesmo que ainda não revelado, viajar para o passado continua um mistério, e somente a física, a química e a matemática podem explicar esse mistério. Por isso minha paixão. Recomendo também aos meus alunos a se apaixonarem por estas carreiras é muito empolgante.

Entretanto existe um momento muito importante na vida de todo trabalhador que em muitas vezes a maioria deles gostaria de voltar ao passado para corrigir certos deslizes – a entrevista de emprego.

Mais para que você não precise voltar ao passado para corrigir os deslizes da entrevista de emprego eu vou revelar os erros mais comuns em entrevistas. Tome nota. Dois pontos.

Chegar atrasado – o descuido com o horário da entrevista passa a impressão de que o candidato não está dando o devido valor à seleção.

Usar roupas que destoam do padrão da empresa – dependendo da área de atuação, do estilo da empresa do setor para qual se busca uma vaga, existe uma maneira apropriada de se vestir para uma entrevista de emprego.

Não saber nada sobre a empresa ou o setor para o qual está concorrendo a uma vaga – um erro fatal é chegar sem conhecer nada da empresa e do seu papel na sociedade.

Ser informal demais com o entrevistador – Usar linguajar coloquial ou gírias passa a imagem de imaturidade.

Exagerar sobre suas qualificações – Na tentativa de esconder as suas dificuldades, muitos maquiam o currículo e superestimam suas qualificações.

Falar mal do emprego ou chefe anterior – Por mais que se sinta injustiçado ou desvalorizado no emprego anterior, jamais fale mal da empresa na entrevista de emprego.

Agora, caso você ficou curioso sobre viagens no tempo, assista ao filme, ou melhor, converse com algum físico sobre o assunto. E sobre a entrevista de emprego, boa sorte.