sábado, 18 de janeiro de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Agência de Inovação e Empreendedorismo da Unisul - AGETEC

TECNOLOGIA E SUSTENTABILIDADE: TENDÊNCIA OU NECESSIDADE?

Professora Luciana Flor Correa Felipe apresenta a Professora Deisy D’Aquino Claudio

Publicado em 09/01/2020 10h43

TECNOLOGIA E SUSTENTABILIDADE: TENDÊNCIA OU NECESSIDADE?

Seguindo com o “Projeto Meu Amigo Pesquisador”, esta semana vamos apresentar mais uma colaboradora desta coluna, a Professora Deisy D’Aquino Claudio. Além de mulher forte, determinada e profissional competente, é mãe de dois filhos maravilhosos - Halem, acadêmico de Medicina e Jade estudante de Direito. Apaixonada por moda e pela indústria têxtil, possui formação em Gestão da Produção do Vestuário e Design de Moda, ambos pela Universidade do Sul de Santa Catarina, trabalha com as unidades de aprendizagem de Projetos de Coleção, Planejamento e Controle de Produção, Sistemas e Processos de Produção, Modelagem, Tecnologia Têxtil e Ateliê de Protótipos, desde 2012. Atuou como coordenadora do curso de Tecnologia em Design de Moda da UNISUL por dois anos e, hoje, além de docente, coordena a Pós-Graduação em Modelagem Criativa para o Vestuário. Atenta aos movimentos da era tecnológica, a perspicaz professora nos brinda com um interessante artigo sobre a importância das relações humanas no mercado da moda e na definição dos padrões de consumo.



Tecnologia e Sustentabilidade: Tendência ou Necessidade?

Professora Deisy D’Aquino Claudio

deisy.claudio@unisul.br 


A tecnologia vem influenciando a evolução da moda, trazendo transformações diárias e quem dita o ritmo desta transformação é o próprio consumidor, visto que a moda / tendência é um retrato da sociedade contemporânea. Essa evolução vem com um nível de exigência cada vez maior, os clientes não buscam apenas um produto, procuram algo que esteja de acordo com seus valores e que cheguem em suas mãos de forma rápida e fácil.


Os novos consumidores surfam na onda da era digital, passando muito mais tempo em frente as telas, ganhando vozes nas diversas redes sociais e exigindo uma nova forma de relacionamento com as marcas, empresas e instituições. A maioria das compras é feita através de computadores, celulares e tablets, substituindo as lojas físicas.


Embora o investimento em novas tecnologias seja essencial para levar o consumidor a uma experiência cada vez mais digital, as relações humanas continuam a fazer diferença para o mercado da moda, revigorando a credibilidade das marcas e tornando-se um importante fator de estímulo ao consumo. Várias marcas já se deram conta que o preço do produto não é o diferencial principal na decisão de compra, questões como sustentabilidade também fortalecem este processo.


Uma das maiores tendências no processo de modernização da indústria da moda é a sustentabilidade, e o público desta indústria traz consigo um desejo cada vez maior de limitar ou até mesmo reverter os danos causados ao meio ambiente. Essa necessidade de transformação na reflexão por parte das marcas e lojas que atendem ao consumidor, reavalia a estrutura de negócios e de precificação a medida que a demanda real seja por produtos duráveis, sustentáveis e que possam ser revendidos.


A indústria deve também investir em tecnologias que adicionem valor às etapas dos processos de produção, priorizando a sustentabilidade humana e as oportunidades geradas pelas mudanças no padrão de consumo. Algumas dicas para acompanhar esta tendência de mercado são: aprimorar a qualidade dos produtos para que durem mais, criar produtos que não percam o valor ao longo do processo de revenda e desenvolver estratégias provocativas em torno do uso do plástico, encontrando maneiras de transformá-lo em algo benéfico ou eliminando de sua linha de produtos.


Se faz necessário avaliar como as novas tecnologias e as reflexões do novo consumidor podem influenciar na produção e no consumo de moda. Essa nova mentalidade exponencial traz consigo uma série de questionamentos que rompem com os atuais paradigmas da indústria da moda, e o desfecho é uma série de coleções criadas pensando no consumidor real.


Podemos observar facilmente na publicidade, que um movimento que tem se fortalecido muito nos últimos tempos é a “hiperpersonalização”, os consumidores são observados por seu histórico de navegação e em seu comportamento online. Assim é possível sugerir peças e combinações de roupas com base em compras anteriores sem deixar de avaliar a região e o clima. O resultado é uma experiência de consumo totalmente personalizada, com sugestões de tendências sazonais e preferências pessoais do consumidor.


Diante desse novo mundo, a evolução é essencial, a chave para o futuro é a conectividade buscando a ressignificação entre indústria e consumidor e a inovação com a integração de todo processo da indústria de confecção têxtil, conectando de forma humana os três pilares da moda: pesquisa, criação e desenvolvimento. 


Você sabia? 

O Curso de Tecnologia em Design de Moda da Unisul, possui laboratórios de informática para aulas com os softwares Audaces moldes, Audaces encaixe, Corel Draw, Ilustrator, Photoshop e agora também em parceria com Coleção.moda, um PLM (gerenciador do ciclo de vida dos produtos dentro da indústria) focado nas necessidades cotidianas dos estilistas e profissionais da área de moda.


Fique atento!

Se você tem o desejo de trabalhar como modelista ou atuar em cargos semelhantes como líder de produção ou coordenador do setor de modelagem, conheça a Pós-graduação em Modelagem Criativa para o Vestuário, é um curso presencial que abrange técnicas apuradas em crepagem, moulage, modelagem plana, alfaiataria e modelagem computadorizada. Para maiores informações entre em contato pelo telefone (48) 99166 5011 ou através do site www.unisul.br 




VOLTAR
Banner ServerDo.in
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2020.