Todos sabem que o conhecimento científico é extremamente valioso para a sociedade. Sabem também, que é a partir do conhecimento que surgem as inovações sociais e tecnológicas. Contudo, apesar desse consenso, o conhecimento científico tem um percentual relativamente pequeno de seguidores na sociedade mundial, principalmente, quando comparado com outros tipos de conhecimento e/ou assuntos. E, em grande parte, isso deve-se ao fato dos pesquisadores não possuírem meios adequados para apresentar e veicular seus trabalhos fora dos seus círculos profissionais. 

Ciente desta realidade e, com o intuito de aproximar o conhecimento científico de um público amplo, que passou (ou não) pela universidade e, buscando aculturar e gerar debates qualificados sobre temas relacionados a inovação e empreendedorismo, a Agência de Inovação e Empreendedorismo da UNISUL – AGETEC elaborou o projeto “Meu amigo pesquisador”. 

Assim, a partir da próxima quarta-feira (13), a cada semana os 3 articulistas principais da AGETEC (Luciana Flor Correa Felipe, Kelly Mendes Gonçalves Boneli e Jonas Schneider), apresentarão à sociedade, pesquisadores, provedores de soluções e/ou técnicos das mais diversas áreas do conhecimento da Universidade que, com grande propriedade e linguagem acessível, discorrerão sobre assuntos importantes e interessantes na área da ciência, da inovação e do empreendedorismo; aproximando desta forma, ainda mais a comunidade da universidade. 

Discorrer sobre um determinado tema não restringe-se, no entanto, a escrever sobre algo; antes disso, pressupõe contextualizá-lo e situá-lo no cenário onde se insere, no qual interfere e do qual recebe interferências. Bem como, explicitar para quê e para quem pode ser útil e quais seus rebatimentos e implicações na vida social. Neste sentido, o projeto cumprirá o papel de popularização do conhecimento e dos benefícios provenientes do desenvolvimento científico-tecnológico, qualificando ainda mais a população para a participação e o controle social. 

Os leitores também terão um papel crucial, pois serão convidados a refletir e discutir os conteúdos, fazer contribuições e sugestões.  E porque esperar até a próxima semana para iniciar a interatividade? Comece nos dizendo o que achou do projeto. Sua opinião será sempre muito bem-vinda e só assim a inovação cumprirá efetivamente seu papel. 

Professora Luciana Flor Correa Felipe 

luciana.flor@unisul.br