sexta, 24 de maio de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Agência de Inovação e Empreendedorismo da Unisul - AGETEC

Observando cenários

Publicado em 09/01/2019 00h19

Observando cenários

Professor Fábio Zabot Holthausen
fabio.holthausen@unisul.br
www.unisul.br/agetec

Um novo ano está prestes a se iniciar e os empreendedores podem se perguntar o que acontecerá em 2019? Como os negócios vão se comportar? Qual será o cenário econômico, político e de mercado?

Estudar cenários é uma estratégia que proporciona inteligência competitiva e pode ser utilizada como ferramenta de gestão. Um empreendedor de sucesso conhece os cenários que envolvem o seu negócio e define um planejamento para cada tipo de cenário. Se o mercado estiver em crescimento é preciso se preparar para vender mais e aproveitar a oportunidade de expansão, se estiver em recessão, é preciso ter estratégia para reduzir os gastos e buscar o equilíbrio das finanças da empresa. É muito importante que empreendedores estudem permanentemente os cenários políticos, econômicos e de mercado, e analisem as tendências de curto, médio e longo prazo.

O ano de 2019 será um momento de muita atenção aos negócios uma vez que acontecerá a troca de governo no âmbito federal e estadual. Determinadas empresas não têm relação direta com o governo, entretanto, provavelmente será afetado de forma positiva ou negativa. As políticas públicas influenciam os negócios e muitas vezes favorecem ou prejudicam os empreendimentos. Um exemplo é o financiamento habitacional para o setor de construção civil. Se o acesso ao crédito for facilitado e as taxas de juros forem atrativas, o mercado fica aquecido, pois o consumidor percebe vantagem em adquirir imóveis, entretanto, se o crédito imobiliário estiver com taxas elevadas, o consumidor não vê vantagem em investir. Essa regra vale também para o setor de eletrodomésticos e veículos.

Estudar cenários envolve conhecer o que está acontecendo em outros países, a globalização dos mercados provoca a necessidade de acompanhar as tendências mundiais dos negócios, pois as inovações, a lei da oferta e demanda, bem como as estratégias de posicionamento de muitas empresas atravessam fronteiras. Se a produção de grãos dos Estados Unidos for grande ou pequena, pode afetar o preço no Brasil, pois a lei da oferta e da procura do grão é mundial. Se uma multinacional lançar um produto inovador ou implantar uma estratégia diferenciada de preço, poderá modificar o mercado mundial de determinado segmento.
Alguns indicadores são importantes de serem observados para se projetar cenários. A taxa de empregabilidade, o volume de exportação, o crescimento das vendas, o número de produtos fabricados está entre os principais indicadores a serem acompanhados. A cotação do dólar, por exemplo, é uma variável a ser considerada para quem atua com produtos de exportação ou importação.

Ao planejar cenários, o empreendedor deve ter informações sobre as inovações do setor, pois representam indicativos das tendências de mercado. Vale a pena conhecer as revistas e feiras especializadas, e acompanhar quais as novidades de produtos e serviços que os concorrentes estão implantando e como o mercado tem se comportado frente as inovações.

Você sabia?
O curso de Relações Internacionais da Unisul - Campus  Grande Florianópolis - participou da Conferência das Partes das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas (COP24), em Katowice, na Polônia. É a segunda vez que a Unisul integra a COP. O professor do curso, Rafael de Miranda Santos, líder da delegação da universidade, entende que nesta edição foi propiciado que os estudantes participem como observadores das negociações e em eventos paralelos da COP24, uma experiência diante das realidades das negociações internacionais. “Esta é uma oportunidade para que vivenciem como as diferentes formas de cooperação internacional pública ou privada, e as dinâmicas de poder que permeiam as negociações. Além disso, os alunos são preparados para atuar em ambientes nos quais é utilizada a língua inglesa”.

Fique atento!
Está aberta até o dia 25 de janeiro de 2019, a “Chamada CNPq/Equinor Energia LTDA. 2018 - que visa apoiar a formação de mestres e doutores nas áreas de Petróleo, Gás Natural e Energia Renovável visando contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação no país. Os projetos apoiados abordarão os seguintes temas: estudos em reservatório carbonático; engenharia submarina; recuperação avançada de reservatórios; novas energias; estudos em gás natural e geopolítica de petróleo. Outras informações: file:///C:/Users/luciana.flor/Downloads/Chamada_38_2018_CNPq_Equinor.pdf.


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital