Novo decreto estabelecerá modificações nos valores e período máximo permitido por vagas. Não há uma previsão concreta do retorno. 

Tubarão

Nos últimos tempos, um dos desafios dos condutores que frequentam o centro de Tubarão é encontrar uma vaga para estacionar. Vários minutos são perdidos à procura de um espaço adequado para deixar o meio de transporte. As ruas estão sem o sistema de estacionamento rotativo desde janeiro do ano passado, quando a prefeitura encerrou o contrato com a empresa Extran, responsável pela Área Azul, por conta de várias irregularidades e, principalmente reclamações dos motoristas. Para retomar o serviço, algumas modificações são estabelecidas pela prefeitura. Desativado há 14 meses, uma análise para a retomada da Área Azul foi providenciada.

Inclusão de novas ruas, valores da cobrança e tempo de permanência nas vagas foram estabelecidos por meio do decreto 3880. Este altera alguns itens do decreto 2349 de novembro de 2005 – que regulamenta o estacionamento rotativo na Cidade Azul.

O novo decreto prevê o valor da Unidade de Estacionamento (UE) de R$ 2,00 para automóveis de passeio e caminhonetes e R$ 1,00 para motocicletas.

O período máximo permitido nas vagas de estacionamento também mudará. Antes, o tempo máximo era de duas horas e agora poderá ser até de quatro horas, dependendo da via. O serviço deve ser retomado assim que iniciar a licitação para definir a empresa responsável pelo gerenciamento do sistema.

A Área Azul estará nas seguintes vias:
Altamiro Guimarães, 27 de Maio, Anita Garibaldi, Conselheiro Mafra, Felipe Schmidt, Padre Bernardo Freüser, Esteves Júnior, Senador Richard, Nossa Senhora da Piedade, Dr. Otto Feuerschuette, Teodoro Tonon, Vidal Ramos, Engenheiro Rodovalho, São Manoel, Coronel Cabral, Coronel Teixeira, 15 de Novembro, Coronel Collaço, Travessa Antônio M. Castro, Ferreira Lima, São José, Osvaldo Cruz, Santos Dumont, Augusto Severo, Rui Barbosa, avenida Marcolino Martins Cabral, Lauro Müller e Marechal Deodoro.